segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

     Ano 2
GFASC  - Terceira Reflexão
Reevangelizar a vida familiar e comunitária para ser “ícone” credível da beleza de Deus.
A  família lugar da acolhida e geração da vida em plenitude.
“Veio entre os seus, mas os seus não O acolheram. Aqueles, porém, que O acolheram lhes deu o poder de serem filhos de Deus, àqueles que crêem no Seu nome”. A Palavra eterna parte do seio do Pai, vem no meio de sua gente e por meio de uma família humana. O povo de Deus que deveria ser o ventre para acolher o verbo, é um povo estéril. Os seus não O acolheram, tornando-se objeto de rejeição. O mistério da rejeição de Jesus de Nazaré, é colocado no coração da Sua vinda entre nós. Àqueles que O acolheram, porém,  “Ele deu o poder de serem filhos de Deus”.Jesus deseja que a família  seja o lugar da geração da vida , e vida em plenitude. Essa, não só doa a vida física, mas se abre à promessa e à alegria. A família é capaz de acolher somente se é capaz de perseverar na própria intimidade, na história de cada um, nas tradições familiares, na fidelidade da vida e depositando toda a esperança no Senhor. A família se torna capaz de “gerar” quando faz circular os dons recebidos, quando essa cuida  do ritmo da existência cotidiana: entre trabalho e festa; entre afetos e caridade; empenho e gratidão. Esse é o dom que se recebe na família: cuidar e transmitir a vida entre o casal e os filhos. A  família tem o seu  ritmo como as batidas do coração. É o lugar do repouso e do trabalho; da chegada e da partida; da paz e do sonho; da ternura e da responsablidade. O casal deve construir a atmosfera familiar antes da chegada dos filhos.

Lucas 1, 26-38 – “Naquele tempo, no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré,  a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: ‘Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!’ Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse-lhe: ‘Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus.  Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus.  Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi.  Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim’. Maria perguntou ao anjo: ‘Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?’ O anjo respondeu: ‘O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril,  porque para Deus nada é impossível’. Maria, então, disse: ‘Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!’.“E o anjo retirou-se.”

 

Lucas 2, 1-20 – E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo  mundo se alistasse. (Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria). E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz.

E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.

 

João 1, 1-8No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez. Nele estava à vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandeceu nas trevas, e as trevas não a compreenderam. Houve um homem enviado por Deus, cujo nome era João. Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por meio dele. Ele não era a luz, mas apenas a testemunha da luz.


Madre Clélia
" …Eis que um Mensageiro desce das regiões celestes, totalmente envolvidas por uma luz divina: é o Anjo Gabriel que vem anunciar o grande acontecimento. Aonde vai levar a consoladora notícia? Talvez a Jerusalém, a cidade santa, onde se encontra o Templo, onde estão os Sacerdotes e para onde correm os hebreus provenientes de todos os países para adorar o Deus de Majestade, o Deus da Glória? Não. O Mensageiro não procura estes lugares, mas dirige-se a uma cidadezinha da Galileia, Nazaré, e entre numa casa pobre onde nada existe do que o mundo preza. Essa casa, porém, encerra o maior Tesouro de Deus: ali mora Maria que longe das conversações mundanas, a sós em seu aposento, fala com Deus. A ela, justamente, se apresenta o Anjo; e, em atitude de profundo respeito, como um vassalo à sua Rainha, saúda-a dizendo: "Alegra-te, ó Maria, cheia de graça, o Senhor está contigo; tu és bendita entre todas as mulheres...”. (Carta3, pg 47, Livro 2 Filha, Esposa e Mãe).

“Reavivemos, filhos, nossa fé, e reflitamos que, aquela terna criancinha, não se importanto com sua grandeza e felicidade, deixou o céu, onde era adorado e louvado por todos os coros angélicos, desceu para a terra para aí morar; fez-se homem e sob a figura humana aqui permaneceu desconhecido até a morte para ensinar-nos a grandeza da humildade”. (PM n. 285).





Oração
Ó Cristo, que viveste a vida familiar sob os cuidados de Maria e José, santificai com a tua presença nossa família.R. Guardai Senhor, na vossa paz,  a nossa família.Vós que destes o primeiro lugar a todas as coisas do Pai, faça que em nossas famílias Deus seja honrado e respeitado. R. Guardai Senhor, na vossa paz,  a nossa família.
Vós que na família de Nazaré haveis vivido um modelo de oração e trabalho na harmoniosa adesão a vontade de Deus, preencha a nossa casa com vossas graças e vossos dons. R. Guardai Senhor, na vossa paz,  a nossa família.
Vós que haveis feito de vossa casa um modelo de entre ajuda, faça com que em nossa família sejamos sempre abertos para acolhida e a solidariedade. R. Guardai Senhor, na vossa paz,  a nossa família.
Partilha

♥ A nossa família é lugar que acolhe e gera a vida em plenitude nas várias dimensões humanas e cristãs?
Quais opções e quais critérios guiam a nossa vida cotidiana?

Compromisso mensal:

Escrevo a frase que mais me chamou atenção:


Destaco os valores evangélicos que desejo vivenciar em minha família e minha comunidade:

Peço a Jesus a graça de:
______________________________________________________________________________________________________________
  

Um comentário:

  1. Ir.Solange obrigado por visitar e seguir meu blog,já estou seguindo este lindo blog,com mensagens tão lindas,parabéns.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...