Teológico Pastoral

Teológico Pastoral

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

História Madre Clélia Merloni




 

 

Coração de Jesus nos convida a Santidade Reflexão 03

A Santidade significa viver o divino que há em nós. Todos somos chamados à Santidade, porque Aquele que nos criou é Santo e porque nosso verdadeiro ser é o que há de Deus em nós. Somos santos pelo que Deus é em nós, não pelo que somos para Deus. Para o Coração de Jesus, é santa a pessoa que descobre o amor que chega até ela sem mérito algum de sua parte, mas deixa-se envolver por este amor expansivo e passa a viver uma presença amorosa. É possível não ser utopia, basta tornar-se uma realidade que deve acontecer no nosso cotidiano, em meio aos afazeres da vida.

Ser santo é ser de Deus, é aderir Jesus Cristo, cujo Coração é extremado de amor e de ternura. Santidade é missão decorrente do nosso batismo. O Coração de Jesus deseja que sejamos Fermento indispensável, o Sal, a Luz do mundo. Somente assim, nossa passagem nesta terra terá valido a pena e testemunharemos a beleza da vida, plena de sentido e de alegria. Este é o desejo de Deus: a nossa Santificação. Coração de Jesus fonte de Santidade O Coração de Jesus é a fonte inesgotável de amor. Ele é o Santo dos Santos, por isso é fonte que não se esgota, não envelhece. É nosso modelo de Santidade e de todas as virtudes que nos conduzem à Santidade. Santidade é o nome de nosso Deus! Viver a partir da “Santidade de Deus” representa a melhor definição da Santidade cristã: reconhecer-nos como quem recebe tudo de Deus, deixar-nos amar e guiar por Ele, assemelhar-nos a Ele para fazer carne viva em nós os sentimentos de compaixão e misericórdia que Ele tem com as pessoas. Na espiritualidade do Coração de Jesus, qual é o caminho para alcançar a Santidade? O Papa Francisco assim escreve: “Jesus explica bem no Evangelho e, explica com coisas concretas: Primeiramente, foi “dito olho por olho e dente por dente, mas Eu lhes digo para não se opor ao inimigo. Nada de vingança”. (Cf. Mt.5,44) “Se tenho no coração rancor por alguma coisa que alguém me fez, isso me distância do caminho da Santidade.

 

Convite à Reflexão:

 A quem buscamos, quando em nossa família, surgem situações semelhantes às relatadas até aqui?

 O Coração de Jesus, em uma de suas Promessas, expressou: “Abençoarei os lares, onde for exposta e honrada a imagem do meu Sagrado Coração”. Que lugar ocupa Ele em nossa vida, em nosso Lar?

O olhar fixo em Jesus: a Vocação da Família.

Diante das famílias e no meio delas deve ressoar o suave convite, do Coração de Jesus, para “Entrar”, “Permanecer” e a Ele se “Consagrar”.

Entrar no Coração pela Chaga do Amor

 Um dos soldados abriu-Lhe o lado com uma lança, e imediatamente saiu sangue e água” (Jo 19,34). O evangelista usou uma palavra cuidadosamente escolhida, porque era um TESOURO escondido, Aquele que nos deveria ser manifestado: a lança no-lo revelou.

 Permanecer na Escola do Coração de Jesus.

 Não é suficiente um encontro qualquer; mas ao discípulo se exige permanecer, morar no e com o Mestre. É Jesus mesmo que exige: “Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor”. Este forte convite mantém a família em sintonia e fortalecida para os desafios que continuamente a assolam.

Permanecendo neste Amável Coração, é possível constituir um lar no diálogo, na oração e no discernimento das melhores escolhas, na convivência cotidiana. O AMOR transforma aquele que ama na pessoa amada. “Tendes em vós os mesmos sentimentos de Jesus Cristo.

Consagrar-se totalmente ao Amor.

 A Contemplação do Sagrado Coração faz-nos sentir amados por Deus e nos impele a corresponder a seu amor misericordioso. Permitir que Ele seja o Senhor e Mestre de nossa casa e de todos os empreendimentos, eis o grande desafio, no mundo atual. Ao mesmo tempo, uma honra e proteção segura. Confiemos as “FAMÍLIAS” ao CORAÇÃO DE JESUS e nada devemos temer, pois Ele se revela e transforma nossa vida pessoal e familiar. Constatamos, como o Coração de Jesus se revela, se manifesta no cotidiano da vida familiar, não só no sentido de entregar, consagrar as famílias ao Coração de Jesus, mas também os meios para sentirmos Sua presença e nos deixarmos educar por Ele. Vermos também a importância de consagrar os nossos lares ao Coração de Jesus, para que Ele nos ajude nesta caminhada de aliança matrimonial, de pessoas comprometidas com o Reino de Deus. Consagrar a família ao vosso Coração Sagrado, cheio de bondade, misericórdia e amor. Dai-nos a paz, o espírito de fé e muita esperança para enfrentar com serenidade os desafios e lutas do cotidiano. E que o verdadeiro amor se faça presente, dia e noite, a cada instante, nos lares, em cada coração. Assim como o Sagrado Coração de Jesus esteve presente em todas as épocas nas pessoas e nas famílias que a Ele se confiaram, continua a ser presença no cotidiano de nossas famílias. Estejamos atentos à Sua passagem em nossos lares.

 

 Fontes Inspiradoras: Triunfo do Coração de Jesus.Texto de: IR. MARIA DOLORES SILVA, ASCJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...