domingo, 28 de agosto de 2011

Quinta Reflexão

Reevangelizar a vida pessoal para ser “ícone” credível da beleza de Deus

Caminho de Esperança

Menssagem do Santo Padre Papa Bento XVI  em  16/04/2011
Caríssimos, radicados e fundados em Cristo, “saúdo-os na fé”, tomemos três imagens muito eloquentes: árvore, casa, cruz.

A primeria imagem é aquela da árvore, “Vocês que foram enraizados em Cristo pelo Batismo, deveis sentir-vos como uma árvore plantada em solo firme onde estão fixas as raízes, que retira o  sustento e a deixa estável. Uma árvore sem raiz, facilmente é arrancada pelo vento e morrerá”. Quais são as nossas raizes? Naturalmente são os nossos pais, a família e a cultura do nosso País, que são componentes muito imporantes para a nossa identidade.  Devemos ser como as árvores plantadas em terra firme e profundas. Árvores plantadas, com as raízes bem firmes fixadas na terra para buscar os nutrientes.

Temos uma segunda imagem, aquela da Casa em que devemos cosntruir não sobre a areia, mas sobre a rocha, com fundamentos sólidos se queremos que resista as tempestades, os tsunami. Jesus é a rocha, a sua Palavra deve definir em nós o fundamento profundo,  sobre a qual nos dispomos a construir as extruturas da nossa vida.

A terceira imagem é a da Cruz, quem o viu reconheceu seu desejo de cuidar também da nossa convivência social. Jesus na sua paixão, carregou os nossos sofrimentos, sofreu por nossos pecados, nos concedeu o perdão e nos reconciliou com Deus Pai, salvando-nos desta vida e dando-nos a vida eterna. Desde modo, fomos libertados da escravidão do pecado, e possamos amar a todos, sobretudo os inimigos, compartilhar o amor com os mais pobre e em dificuldades.


Jeremia 17, 5-10
5 Isto diz o Senhor: Madito o homem que confia no homem e se apoia num braço de carne e cujo coração se retira do senhor. 6 Porque será como tamargueiras no deserto, numa terra salobra e inabitável. 7 Bemaventurado o homem que confia no Senhor, e de quem o Senhor é a esperança. 8 Será como a árvore transplantada sobre as águas, a qual estende suas raizes para a humidade, e não temerá quando vier o calor. Será verde a sua folha, e em tempo de seca não terá mingua, nem jamais deixará de dar frutos.  9 Depravado é o coração de todos e impenetrável; quem o poderá conhecer? 10 Eu sou o Senhor que conheço os corações, que sondo os afetos; eu dou a cada um segundo o seu proceder e segundo o mérito de suas obras.

Romanos 4,18-25

Irmãos, 18 Abraão, contra toda esperança, creu na esperaná de que seria pai de muitas gerações, segundo o que lhe foi dito: “Assim será atua descendência”. 19 E, sem vacilar na fé, não considerou nem o seu corpo envelhecido, tnedo já quase cem anos, nem o seio de Sara já sem vida. 20 Não exitou com desconfiança perante a promessa de Deus, 21 plenamente convencido  de que é poderoso para cumprir tudo o que prometeu. 22 Poir isso, lhe foi imputada como justiça. 23 Ora não está escrito somente por causa dele que lhe foi imputado como justiça, 24 mas também por nós, a quem será imputado, se cremos naquele que ressuscitou dos mortos, Jesus Cristo Nosso Senhor, 25 o qual foi entregue pelos nossos pecados e ressuscitou para nossa justificação.

1 Pedro 1, 3-5
3Benedito seja o Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos regenerou para uma esperança viva, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,  4 para uma herança incorruptível, que não pode contaminar-se, nem murchar, reservada nos céus para vós,  5 a quem o poder de Deus guarda pela fé para a salvação, que está preparada para se mnifestar no último tempo.

Madre Clelia Merloni

“Por que te preocuparte tanto, caríssima(o) filha(o), com coisas tão banais? Abbandona-te totalmente em Deus e Ele te conduzirá para onde quiseres. Sabendo que Ele te conduz, deves permanecer transquila(o) em suas mãos.  Preocupar-te-ás menos, agitar-te-ás menos e principalmente evitarás certos incidentes.” (PLM 326).

“O abatimento não serve senão para enfraquecer as forás do espírito. A hera deixada por si só, não faz senão arrastar-se por terra; mas, unida a uma grande árvore, ergue-se aos mais altos cumes: imagem fiel da alma que caminha unida a Deus; triunfa do demônio, do mundo e da carne, sem que nenhuma tentação possa abatê-la, nem vencê-la alguma paixão. Atira-te portanto nos braços do teu querido Jesus, que espera de ti este arrojo filial e confiante de ti mesma(o) para reforçar tua alma, purificá-la e dar-lhe uma força hercúlea no oceano do seu purríssimo e divino Coração.” (PLM 398).

“Olhais para os santos com os olhos do espírito; eles vos animam e vos mostram o trono que vos espera, a coroa que deve cingir-vos a fronte, a recompensa que Deus reserva para casa ação boa, para cada oração feita com recolhimento, para cada sacrifício assumido por seu amor, para cada suspiro a Ele dirigido. (Antologia 1.5 p. 123-124).

“ Atenção, que o demônio te fará muitas vezes sentir o peso do cansaço..., muitas vezes te atormentará com dúvidas pensando que o teu trabalho é inútil. Cuidado, filha(o), que o céu nem sempre estará sereno em tua alma, que frequentemente te encontrarás envolta nas nuvens do desalento, sacudida pela turbilhão das provações. Lembra-te, então, de manter firme a mão no arado, isto é, mais vivo do que nunca o propósito de rezar, de lutar, de vencer. Não cedas ao ardil de Satanás, não deplores o que abandonaste por amor de Jesus.” (Antologia 5.8, p. 292,295).

PARTILHA: (Uma pequena reflexão e partilha no grupo).

1-      Onde está fixado meu fundamento?
2-      Em quem colocamos a nossa esperança?



VIVÊNCIA:
Para ser caminho de esperança, me empenho em viver:
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________


Peço a Jesus a graça: 
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...