segunda-feira, 6 de março de 2017

Tríduo em preparação à Festa de  Madre Clélia
Com Madre Clélia, mulher de fé, celebramos o dom de sua Vida

1º Dia –  A fé-confiança na vida de Madre Clélia
Canto:  a escolha
Dirigente: Para Madre Clélia, que confiava ilimitadamente no Coração de Jesus, confiança é acreditar incondicionalmente que Deus nos ama com um amor infinito, e jamais, nada, poderá me separar do seu abraço: “Procura estar sempre preparada para a luta, ou melhor, saiba resistir com calma, energia, alicerçada no espírito de fé” (Carta 4, p. 36). Ela acrescenta, em seus escritos: “Quando ruge a tempestade, refugia-te na cela do Coração de Jesus e consola-te com a esperança que suas promessas despertam, perpetuamente, em toda alma piedosa.” (Antologia, 163)

Reflexão: O Papa Francisco nos diz:

Leitor 1: “Sem a verdade, a fé não salva, não torna seguros os nossos passos. Seria uma linda fábula, a projeção dos nossos desejos de felicidade, algo que nos satisfaz só na medida em que nos quisermos iludir; ou então reduzir-se-ia a um sentimento bom que consola e afaga, mas permanece sujeito às nossas mudanças de ânimo, à variação dos tempos, incapaz de sustentar um caminho constante na vida.”  (Lumen Fidei, 24)

Leitor 2: “A fé ilumina também a matéria, confia na sua ordem, sabe que nela se abre um caminho cada vez mais amplo de harmonia e compreensão. Deste modo, o olhar da ciência tira benefício da fé: esta convida o cientista a permanecer aberto à realidade, em toda a sua riqueza inesgotável... Convidando a maravilhar-se diante do mistério da criação, a fé alarga os horizontes da razão para iluminar melhor o mundo que se abre aos estudos da ciência.” (Lumen Fidei, 34)

Texto bíblico: Em todas essas coisas, somos mais que vencedores em virtude daquele que nos amou. Eu, de fato, estou convencido de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos nem principados, nem o presente nem o futuro, nem as potências, nem as alturas, nem a profundidade, nem outra criatura qualquer poderá jamais nos separar do amor de Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Rm 8, 37-39)

Oração à Santíssima Trindade para obter graças por intercessão de Madre Clélia Merloni:
Ó Santíssima Trindade, que vos comprazeis em exaltar os humildes e confundir os soberbos, dignai-vos ouvir a minha prece, concedendo-me por intercessão da vossa fiel Serva, Madre Clélia, a graça que ardentemente desejo...
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo... (3x)

Canto final (à Madre Clélia)  



2º Dia –  A fé-abandono na vida de Madre Clélia
Canto:  a escolha

Dirigente: A vida de Madre Clélia, foi marcada por momentos de perda e de escuridão mas em cada instante de sua existência, nunca lhe faltou a confiança em Deus que tudo permite para nosso bem.  Ela viveu e nos ensinou que a plenitude da existência consiste em viver abandonada em Deus. Assim sendo, ela nos exorta a um total e pleno abandono nos braços Daquele que nos ama infinitamente. São suas essas palavras: “Coragem e confiança no Senhor, que tudo permite para o nosso bem, mesmo as tribulações e cruzes, e nos assiste e nos dá a força necessária, para poder adquirir abundantes méritos para o céu.” (Antologia, 106) Encoraja às filhas a uma fé forte: “... não nos devemos perturbar e cair no desalento; nossa fé deve ser maior que a de qualquer outra pessoa. Em nós a fé deve resplandecer e brilhar.” (Antologia, 109)

Reflexão: O Papa Francisco nos diz:

Leitor 1: “O conhecimento da fé, pelo fato de nascer do amor de Deus que estabelece a Aliança, é conhecimento que ilumina um caminho na história. É por isso também que, na Bíblia, verdade e fidelidade caminham juntas: o Deus verdadeiro é o Deus fiel, Aquele que mantém as suas promessas e permite, com o decorrer do tempo, compreender o seu desígnio... O conhecimento da fé ilumina não só o caminho particular de um povo, mas também o percurso inteiro do mundo criado, desde a origem até à sua consumação”. (Lumen Fidei, 28)
Leitor 2: A fé nasce do encontro com o amor gerador de Deus que mostra o sentido e a bondade da nossa vida; esta é iluminada na medida em que entra no dinamismo aberto por este amor, isto é, enquanto se torna caminho e exercício para a plenitude do amor. A luz da fé é capaz de valorizar a riqueza das relações humanas, a sua capacidade de perdurarem, serem confiáveis, enriquecerem a vida comum.” (Lumen Fidei, 51)

Texto bíblico: Salmo 130 (131)
Senhor, meu coração não é orgulhoso, nem se eleva arrogante o meu olhar;
Não ando à procura de grandezas, nem tenho pretensões ambiciosas!
Fiz calar e sossegar a minha alma; ela está em grande paz dentro de mim,
Como a criança bem tranquila, amamentada no regaço acolhedor de sua mãe.
Confia no Senhor, ó Israel, desde agora e por toda a eternidade!

Oração à Santíssima Trindade para obter graças por intercessão de Madre Clélia Merloni:
Ó Santíssima Trindade, que vos comprazeis em exaltar os humildes e confundir os soberbos, dignai-vos ouvir a minha prece, concedendo-me por intercessão da vossa fiel Serva, Madre Clélia, a graça que ardentemente desejo..
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo... (3x)
.
Canto final (à Madre Clélia) 

 
3º Dia –  A fé em Deus só!

Canto:  a escolha

Dirigente: Clélia foi uma mulher forte cuja doçura e humildade foram aprendidas na escola do Mestre Jesus. Sua confiança ilimitada no Sagrado Coração de Jesus, levou-a a aceitação e ao sacrifício extremo, para que em tudo Ele fosse o centro.  Embora sua alma tenha sido pautada pelo sofrimento, o que mais a caracteriza é o amor e a confiança em Deus só: “Deus só para mim é tudo!” Essa frase não foi apenas dita com os lábios, mas vivida no cotidiano de sua existência! Hoje, às portas de sua beatificação, agradeçamos ao Senhor, pela sua vida, seu carisma e missão e por seus sábios ensinamentos. Peçamos-lhe sua intercessão para que cada Apóstola seja uma filha segundo o Coração de Jesus e sua bênção materna seja extensiva aos  familiares e colaboradores.

Reflexão: O Papa Francisco nos diz:

Leitor 1: “A fé não afasta do mundo, nem é alheia ao esforço concreto dos nossos contemporâneos... A fé faz compreender a arquitetura das relações humanas, porque identifica o seu fundamento último e destino definitivo em Deus, no seu amor, e assim ilumina a arte da sua construção, tornando-se um serviço ao bem comum. Por isso, a fé é um bem para todos, um bem comum: a sua luz não ilumina apenas o âmbito da Igreja nem serve somente para construir uma cidade eterna no além, mas ajuda também a construir as nossas sociedades de modo que caminhem para um futuro de esperança... As mãos da fé levantam-se para o céu, mas fazem-no ao mesmo tempo que edificam, na caridade, uma cidade construída sobre relações que têm como alicerce o amor de Deus”. (Lumen Fidei, 51)

Leitor 2:    “Se tiramos a fé em Deus das nossas cidades, enfraquecer-se-á a confiança entre nós, apenas o medo nos manterá unidos, e a estabilidade ficará ameaçada... a fé, ao revelar-nos o amor de Deus Criador, faz-nos olhar com maior respeito para a natureza, fazendo-nos reconhecer nela uma gramática escrita por Ele e uma habitação que nos foi confiada para ser cultivada e guardada; ajuda-nos a encontrar modelos de progresso, que não se baseiem apenas na utilidade e no lucro mas considerem a criação como dom, de que todos somos devedores; ensina-nos a individuar formas justas de governo, reconhecendo que a autoridade vem de Deus para estar ao serviço do bem comum”.  (Lumen Fidei, 55)

Texto bíblico:  A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê. Foi ela que fez a glória dos nossos, antepassados. Pela fé reconhecemos que o mundo foi formado pela palavra de Deus e que as coisas visíveis se originaram do invisível. Pela fé Abel ofereceu a Deus um sacrifício bem superior ao de Caim, e mereceu ser chamado justo, porque Deus aceitou as suas ofertas. Graças a ela é que, apesar de sua morte, ele ainda fala. Pela fé Henoc foi arrebatado, sem ter conhecido a morte: e não foi achado, porquanto Deus o arrebatou; mas a Escritura diz que, antes de ser arrebatado, ele tinha agradado a Deus. Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, pois para se achegar a ele é necessário que se creia primeiro que ele existe e que recompensa os que o procuram. Pela fé na palavra de Deus, Noé foi avisado a respeito de acontecimentos imprevisíveis; cheio de santo temor, construiu a arca para salvar a sua família. (...) Foi pela fé que Abraão, obedecendo ao apelo divino, partiu para uma terra que devia receber em herança. E partiu não sabendo para onde ia. Foi pela fé que ele habitou na terra prometida, como em terra estrangeira, habitando aí em tendas com Isaac e Jacó, co-herdeiros da mesma promessa. Porque tinha a esperança fixa na cidade assentada sobre os fundamentos (eternos), cujo arquiteto e construtor é Deus. (Hb 11, 1-10)

Dirigente: Podemos continuar a leitura orante da carta aos hebreus, percorrendo a história de amor e salvação de Madre Clélia: Foi pela fé que Clélia suportou a perda de sua mãe e avó, pela fé superou doenças e enfermidades, pela fé superou conflitos e contratempos, pela fé superou dúvidas, calúnias, exílio e abandono, pela fé superou a crise financeira, pela fé lutou para manter o nome do Instituto por ela fundado, pela fé estava disposta a tudo... pela confiou e se deixou conduzir por Deus somente.

Oração à Santíssima Trindade para obter graças por intercessão de Madre Clélia Merloni:
Ó Santíssima Trindade, que vos comprazeis em exaltar os humildes e confundir os soberbos, dignai-vos ouvir a minha prece, concedendo-me por intercessão da vossa fiel Serva, Madre Clélia, a graça que ardentemente desejo...
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo... (3x)
.

Canto final (à Madre Clélia)   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...